Atendimento as Fiscalizações - Alliance Consultoria

ATENDIMENTO À FISCALIZAÇÕES

Entenda do processo fiscalizatório, análise de auto de infração e definição de melhor estratégia de atendimento.

ATENDIMENTO À FISCALIZAÇÕES

Segundo a Receita Federal, em 2015 foram lavradas multas que totalizaram R$ 17 bilhões, e para o ano de 2016 o Fisco espera arrecadar R$ 155 bilhões com ações de fiscalização.

 

Os arquivos eletrônicos da IN86, SPED Fiscal, SPED Contábil, MANAD, FCONT, ECF, Transfer Pricing, entre outros, estão sendo analisados nos detalhes com ferramentas de cruzamento de dados do Fisco.

Os principais alvos são empresas com vícios em escrituração, atraso ou ausência na entrega de obrigações fiscais/contábeis.


Benefícios Esperados

 

Antecipe-se, seja pró-ativo, preparando, auditando, armazenando e gerando corretamente suas informações fiscais e contábeis, evitando surpresas e multas de expressivo valor.


Dificuldades para o Atendimento

 

  • Sistemas legados desatualizados;
  • Indisponibilidade de bases de dados organizados em formatos compatíveis;
  • Falta de recursos para extração e organização dos arquivos;
  • Desconhecimento do modus operandi da fiscalização;
  • Prazos reduzidos para atender as notificações, exigindo grandes esforços técnicos profissionais.

Como a Alliance pode ajudar

 

BPO Completo:

  • Experiência de 25 anos com específica atuação na área fiscal/contábil;
  • Consultores altamente qualificados, com muitos anos de experiência na área fiscal/contábil, em especial para o atendimento de fiscalizações Federais e Estaduais;
  • Centenas de fiscalizações Federais e Estaduais atendidas com sucesso;
  • Disponibilidade de recursos próprios de Tecnologia e Infraestrutura Sistêmica para extração de dados, processamentos e geração dos arquivos e documentos exigidos pelo Fisco nas diferentes fiscalizações;
  • Atendimento completo das especificidades dos assuntos relacionados em cada obrigação.
Compartilhe essa publicação em suas redes sociais:Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+